Posts tagged ‘Música’

David Lynch: Dark Night of the Soul

O álbum “Dark Night of the Soul“, de Danger Mouse e Sparklehorse (Brian Burton e Mark Linkous), saiu do forno e contou com a colaboração do controverso cineasta  David Lynch. Para o lançamento, foram criadas duas instalações na Michael Khon Gallery, em Los Angeles.

A interligação entre as músicas e as imagens do projeto não é acidental. Fã do cineasta, Danger Mouse resolveu convidar Lynch para fazer parte de um trabalho coletivo. Por sua vez, inspirado nas músicas de Danger Mouse and Sparklehorse, David Lynch traduziu em imagens as experiências sonoras proporcionadas pelas melodias. O fruto desse casamento audiovisual, pode ser visto nas imagens abaixo:

david-lynch-2

david-lynch-3

Além da parceria com David Lynch, o álbum da dupla contou com participações especiais, tais como Flaming Lips, Iggy Pop, Frank Black, James Mercer (The Shins), Julian Casablancas (The Strokes), Suzanne Vega.

Segue, abaixo, o vídeo da música “Star Eyes (I Can’t Catch It)” de Danger Mouse and Sparklehorse

Veja/escute outras músicas – clique aqui

Anúncios

junho 2, 2009 at 8:59 pm 3 comentários

Muito Barulho por Nada

“Lembra daquela história de que um grupo de amigos que se conheceu no colégio ou na faculdade resolveu se juntar para formar uma banda? Pois é… Esqueça a banda. Aqui um grupo de amigos resolveu se juntar com um único propósito: fazer barulho”

Mas o Muito Barulho Por Nada vai além…são dez amigos que se uniram para produzir coletivamente: músicas, fotos, poemas… tudo com uma pitada do melhor que a improvisação pode dar. O nome do grupo é uma menção ao escritor inglês Willian Shakspeare (Much Ado About Nothing)… e também, segundo os integrantes, é uma maneira de mostrar a despretensão que permeia o projeto.

Abaixo, segue Poesia de Outrora

baba_mariele_goes

Baba

Momentos vividos em outra época, palavras escritas agora, no presente. Poesia de outrora. Texto saudosista. Uma espécie de fusão entre poema e prosa. Uma costura de pensamentos e lembranças de uma infância cada vez mais distante.“Quando criança, como ninguém, sonhava ser alguém… Sem saber.”

Poesia_de_Outrora.html – Clique aqui para ouvir.


abril 21, 2009 at 3:29 pm 1 comentário


Posts recentes

Arquivos

Visitas

  • 72,495 hits

Flickr - Marcel Ayres

Twittando

qrcode
BlogsBA