Posts tagged ‘I workshop Realidade Sintética de Jogos Eletrônicos’

Slides – I Workshop Realidade Sintética de Jogos Eletrônicos

Para quem é fã de video games e não participou do I Workshop Realidade Sintética de Jogos Eletrônicos, segue abaixo os módulos apresentados pelo pesquisador Thiago Falcão, mestrando da linha de cibercultura do Poscom da UFBa.

Panorama Histórico dos Video Games

Jogos em Rede e Estruturas Sociais

Anúncios

maio 11, 2009 at 4:02 am 1 comentário

ARG – Alternate Reality Game

Imagine que você está acessando, neste exato momento, o site do seu seriado favorito. Então, de repente, no canto direito da página, você visualiza um ícone estranho com um nome bem esquisito. Você clica, é claro! Logo depois, aparece uma frase criptografada e, rapidamente, você acessa o google, desvenda o código e descobre um número de telefone. Minutos depois, você liga e escuta uma mensagem que diz: “Compareça no prédio Jd. Fulano de Tal, no dia 12 de junho de 2009, às 12h. Lembre-se! Você deve usar uma blusa amarela”. A voz explica que nesse prédio haverá um grande desafio, aumentando ainda mais sua curiosidade. Você aguarda ansioso e, num piscar de olhos, chega o dia 12 de junho. Já no local e no dia indicados, você encontra 10 pessoas com blusas amarelas. Seriam outros jogadores? Você não sabe.

Um homem vestido de MIB (Man in Black) informa as regras. Os jogadores poderão utilizar celulares, câmeras, PDAs e outros aparatos eletrônicos (mídias locativas). Logo depois, ele diz qual é o objetivo: passar por um labirinto traçado pelo edifício e desvendar um enigma específico. E qual é o prêmio? Ter o prazer de participar de um ARG – Alternate Reality Game, ou jogos de realidade alternativa.

Os ARGs surgiram em meados do séc. XXI, com uma proposta que combina elementos reais e virtuais. São jogos que vão além do espaço virtual e lembram, em um certo grau, os RPGs live action (jogos narrativos de interpretação ao vivo). Esses Games estão fazendo muito sucesso nos EUA e na Europa, agora começam a ganhar mais atenção no Brasil também. Segundo o pesquisador Luiz Adolfo, especialista em ARGs aqui no Brasil, “os jogos de realidade alternativa podem estimular ferramentas cognitivas na mente humana de modo a aguçar a capacidade de raciocínio dos seus jogadores. Neste caso, porém, acreditamos que o jogador de ARG, diferente dos MMOs, pode desenvolver habilidades específicas para lidar com o conteúdo disponível online, manejando de modo eficaz as novas ferramentas do meio digital e aprendendo a navegar em ambientes eletrônicos complexos”.

Muitas empresas de publicidade estão utilizando este modelo de jogo para desenvolver campanhas que dialogam com o cliente, envolvendo-o em uma trama fictícia. É uma proposta nova, que, de forma indireta (como em um marketing viral), leva uma marca ou um produto específico a ter contato tanto com os jogadores que participam do Game, quanto para as pessoas que, de alguma forma, estão envolvidas com esses jogadores.

Para saber mais sobre ARGs, acesso o siteRealidade Sintética

Vídeo sobre o famoso ARG – The Lost Experience, do seriado Lost.


Vídeo do I Workshop Realidade Sintética de Jogos Eletrônicos, Comunicação e Cultura. O palestrante Luiz Adolfo, fala sobre as etapas de construção de um ARG.


Conheça outros ARGs famosos

Internacionais: The beast (2001), I Love bees (2004), jamie Kane (2004), I am trying to believe (2006), The Dark Knight (2008) e The Lost Ring. Todos com fins de Marketing.

Nacionais: Prenoma (2005), Projeto (2005), Una Passione (2006), Teoria das Cordas (2006-2007), Vigilância Sanitária (2007), Borba Gato (2007), Zona Incerta (2007), Obsessão Compulsiva (2008), Desenrola (2009) e Atemporal (2008-2009).

maio 3, 2009 at 1:19 pm 6 comentários

I workshop Realidade Sintética de Jogos Eletrônicos, Comunicação e Cultura

Aperte o Start!

Ontem começou o I workshop Realidade Sintética de Jogos Eletrônicos, Comunicação e Cultura, realizado na Faculdade de Comunicação da UFBA. O evento, que vai até quinta-feira (30 de abril), é promovido pelo grupo Petcom e pretende trabalhar a teoria e a prática da construção de roteiros para jogos eletrônicos, além de mostrar os diferentes estilos e classificações de games e sua relação com o campo da Comunicação Social.

No primeiro dia do evento, os palestrantes Thiago Falcão e Paolo Bruni,  falaram sobre o panorama histórico dos games e fizeram uma breve introdução ao videogame design. Para ficar por dentro sobre tudo o que foi abordado nas palestras de ontem, basta procurar a hashtag #wrs no twitter.

O evento segue hoje e amanhã no auditório da Facom – UFBA. Confira a programação:

Quarta-feira (29)
Introdução aos Ubigames, com o prof. Luiz Adolfo de Andrade
Videogames e Indústria Cultural, com o prof. Paolo Bruni

Quinta-feira (30)
Jogos em Rede e Estruturas Sociais, com o prof. Thiago Falcão
Etapas de Criação de um Alternate Reality Game, com o prof. Luiz Adolfo de Andrade

Confira, abaixo, trechos do primeiro dia do workshop:

+info: www.petcom.wordpress.com ou www.realidadesintetica.com

Contato: (71) 3283-6186 ou facomgames@gmail.com

abril 29, 2009 at 3:13 pm 3 comentários


Posts recentes

Arquivos

Visitas

  • 72,495 hits

Flickr - Marcel Ayres

Twittando

qrcode
BlogsBA